Sem filtro - Por que o exame de ultrassom doppler é tão importante

Por que o exame de ultrassom doppler é tão importante?

Também chamado de ecografia, o ultrassom doppler é um exame importantíssimo para análise da saúde das veias e vasos sanguíneos. Em resumo, o exame é indicado para avaliação do fluxo sanguíneo em várias regiões do corpo, dando-lhe a possibilidade de diagnósticos mais precisos. Assim, ele é solicitado sempre que o especialista entende que possa haver algum problema de dilatação, estreitamento ou qualquer outra condição nos vasos sanguíneos do paciente.

Quando há suspeita de trombose ou aneurisma, ou para uma verificação mais aprofundada das varizes, por exemplo, o ultrassom doppler é sempre solicitado pelo médico, a fim de esclarecer ou descartar qualquer que seja a sua suspeita clínica.

O ultrassom doppler é realizado com a utilização de um aparelho que emite ondas sonoras no local onde é realizada a análise. Em suma, o aparelho faz a leitura do eco gerado pelas ondas diretamente na veia a ser analisada que, automaticamente, gera imagens da parte interna da veia ou artéria.

Entenda melhor a funcionalidade deste tipo de ultrassom, a seguir.

Como funciona o ultrassom doppler?

O médico solicita o ultrassom doppler sempre que ele perceber a necessidade de:

  • verificar estreitamentos, dilatações ou outras anomalias nas veias e artérias;
  • identificar aneurismas;
  • medir o fluxo sanguíneo, que é passado da mãe para o bebê durante a gravidez;
  • avaliar as varizes para possíveis tratamentos;
  • detectar tromboses das veias e artérias, facilitando a conduta médica correta.

As ondas sonoras que são emitidas pelo exame geram imagens no computador do médico. Assim, pelas imagens, o especialista deve interpretar as visualizações, na busca por algum diagnóstico.

O ultrassom doppler é um exame simples, que não causa dor e não exige nenhum tipo de preparação especial por parte do paciente – exceto quando deve ser feito no abdome. Nesse caso, exige-se que o paciente faça jejum de algumas horas.

Tipos de ultrassom doppler

O ultrassom doppler das pernas é um tipo de exame que ajuda o médico na identificação de problemas relacionados à trombose, ao estreitamento dos vasos sanguíneos, dentre outros distúrbios. Ele é utilizado quando é preciso analisar e diagnosticar problemas de circulação nos membros inferiores.

Por outro lado, o ultrassom obstétrico é realizado para medir e acompanhar o fluxo sanguíneo que está passando da mãe para o bebê durante a gestação. É realizado sempre que o médico suspeitar de que o feto possa estar sofrendo com alguma anormalidade, como crescimento lento, poucos movimentos, etc. Também é realizado em gestações de gêmeos.

O ultrassom doppler das carótidas é indicado para a avaliação precisa do fluxo sanguíneo das carótidas, que são as artérias responsáveis por levar o sangue do coração ao cérebro. É empregado para diagnosticar pacientes com sintomas frequentes de tontura, desmaios, entre outros. Também é empregado para avaliar um AVC ou as chances de isso acontecer com o paciente.

Existem diversos outros tipos de ultrassom doppler, dentre eles o de tireoide, aorta, artérias renais, etc. É o seu médico que determinará qual o momento exato da realização desse exame, bem como a indicação.

Quer saber mais? Clique no banner!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp